Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barreirense-futebol Contributo para a sua história

Blog do sócio 584 Carlos Cipriano Alves.Arquivo sobre o futebol do F.C.Barreirense desde a sua fundação em 1911. Fontes:arquivo pessoal e comunicação social.

Barreirense-futebol Contributo para a sua história

Blog do sócio 584 Carlos Cipriano Alves.Arquivo sobre o futebol do F.C.Barreirense desde a sua fundação em 1911. Fontes:arquivo pessoal e comunicação social.

O BARREIRENSE EM 1939-40

emblema fut.bar.jpg

O Barreirense inicia a época 1939-40 da melhor forma sagrando-se campeão de Setúbal pela terceira vez consecutiva,derrotando entre outros o Seixal por 6-0 e o Luso por 3-0 perdendo no entanto em jogo da segunda volta disputado a 17 de Dezembro de 1939 no campo do Rossio com o Vitória de Setubal por 2-3.

No campeonato nacional da 1ª.divisão obtém um excelente 5º.lugar mercê das 8 vitórias,3 empates e 7 derrotas,obtidas durante a principal prova do calendário futebolistico português,marcando 27 golos e sofrendo 39,totalizando 19 pontos.

Iniciou bem o Barreirense vencendo fora em Matosinhos, o Leixões em 14 de janeiro de 1940 por 1-0.Nova deslocação na 2ª.jornada às Salésias,com um resultado completamente diferente,derrota com o Belenenses por 0-6 .

Terceira jornada e o Barreirense continua a jogar fora de casa,desta vez frente ao vice campeão de Setúbal,o Vitória em jogo realizado no Campo dos Arcos com vitória alvi rubra pela margem mínima.

Finalmente à quarta jornada jogo no Barreiro e dois pontos para os locais sobre o Carcavelinhos (1-0).Se os três primeiros jogos foram fora os três seguintes disputaram-se no Barreiro.Seguiu-se a Académica a 18 de Fevereiro e nova vitória Barreirense (2-0).O mesmo não sucedeu na 6ª.jornada derrotado pelo F.C.Porto por 2-3.

Depois do Porto cá,viagem para lá ao Estádio do Lima e nova vitória do Barreirense,por 1-0 frente ao Académico portuense.

A 10 de Março recepção ao Benfica e derrota por 0-1.Pior seria na semana seguinte na deslocação ao Lumiar ,pesada derrota frente ao Sporting por 3-7.O Barreirense redime-se a 24 de Março batendo no Campo do Rossio o Leixões por 4-1.Seguem-se mais dois jogos em casa em que os encarnados e brancos fazem 3 pontos,empatando com o Belenenses a dois golos e derrotando o rival Vitória de Setúbal por 3-1.

De três em três,é a vez dos jogos fora onde o Barreirense obtém apenas 2 pontos vencendo na Tapadinha o Carcavelinhos por 3-2,perdendo  em Coimbra frente aos estudantes no campo de Santa Cruz por 1-5,igual ao resultado da semana seguinte ,no campo da Constituição frente aos campeões F.C.Porto.

Na antepenultima jornada empate no Barreiro com o  Académico do Porto a uma bola,deslocação às Amoreiras para derrota com o Benfica por 1-5 e finalmente recepção ao Sporting e empate a zero no dia 19 de Maio de 1940.

 Na Taça de Portugal o Barreirense chega às meias finais.Na 1ª.eliminatória começa por vencer o Académico do Porto no Campo do Lima por  1-0 e em casa  na 2ª.mão obtem nova vitória desta vez por 3-1.

A 10 e a 16 de Junho é o Maritimo do Funchal que é eliminado com os parciais de 3-2 nas Amoreiras e de 5-0 no Campo do Rossio.

Nas meias finais o Barreirense perde por 2-5 nas Amoreiras a 23 de Junho de 1940 ,data histórica porque foi o ultimo desafio que o Benfica disputou neste campo,e torna a ser derrotado na 2ª.mão,no Barreiro por 1-2,uma semana depois.

O BARREIRENSE EM 1938-39

emblema fut.bar.jpg

Em jogo particuular realizado no campo da Quinta Pequena, o Barreirense venceu o rival Luso por 4-0.

No Campeonato de Setúbal o Barreirense revalida o titulo de campeão,vencendo nomeadamente o Amora num resultado histórico por 16-0 com 11 golos de Joaquim Preto e a 11 de Dezembro empatando a zero com o eterno rival Luso.

Na 1ª.divisão nacional classifica-se em 6º.lugar averbando 4 vitórias,2 empates e 8 derrotas marcando 21 golos e sofrendo 27,totalizando  10 pontos.

Iniciou a prova no campo do Rossio a 8 de Janeiro de 1939 derrotado por 0-2 pelo Belenenses.Deslocação ao Porto na 2ª.jornada ao campo do Lima e nova derrota desta vez por 2-3 com o Académico do Porto.

3ª.jornada,novo jogo em casa e finalmente a vitória:3-1 ao Casa Pia.Mais numa viagem ao Porto ao Campo da Constituição casa do F.C.Porto e regresso com zero pontos na bagagem fruto de derrota por 1-6.O próximo jogo era em casa mas frente ao Benfica a 5 de Fevereiro de 1939 e resultado semi conseguido,empate  a um golo.

Só a 26 regressou o campeonato e nova deslocação,nova derrota, desta vez em Coimbra frente aos estudantes por 1-3.

Na 7ª.jornada apesar de jogar em casa o Barreirense não venceu,o adversário dava pelo nome de Sporting e ...0-3.

Início da segunda volta fora de casa nas Salésias frente ao adversário que nos tinha derrotado na 1ª.volta,nada mais nada menos que o poderoso Belenenses,e não é que o factor casa não valeu de nada e o Barreirense venceu por 2-1 !

No futebol não há vingança mas por vezes parece que sim .Depois da desforra ao beleneses,seguiu-se o Académico do Porto que nos tinha vencido por 2-3.A vingança foi mesmo terrível e o Barreirense brindou os nortenhos por meia dúzia a zero.

Tudo parecia bem encaminhado nesta segunda volta mas os Gansos obrigaram o barreirense a regressar de mãos vazias do restelo em 26 de Março com o score de 1-2.

A 2 de Abril o Barreirense recebeu o F.C.Porto ,que se sagraria campeão no final do campeonato e registou-se a divisão de pontos com o empate a zero.

Uma semana depois deslocação às Amoreiras para perder pela margem mínima 0-1 frente ao Benfica.

Penultima jornada a treze, foi de azar mas para a Académica,derrotada no Campo do Rossio por 3-2.

Último jogo no Lumiar com derrota por 1-2 frente ao Sporting,segundo classificado nesse ano.

O BARREIRENSE EM 1937-38

emblema fut.bar.jpg

Na despedida de Raul Jorge em 5 de Outubro de 1937,o Barreirense foi derrotado no seu campo pelo Sporting por 2-4.

 Abandonando a Associação de Futebol de Lisboa,o Barreirense sagra-se campeão da Associação de Setúbal.Num jogo disputado a 2 de Janeiro de 1938 no Campo dos Arcos  na cidade do Sado empata com o Vitória a 1 bola.

Em 16 de Janeiro de 1938 principia a I Liga,jornada onde o Barreirense é copiosamente derrotado pelo Sporting no Lumiar por 2-7.Segue-se um empate a 1 com o Académico do Porto no campo do Rossio e um excelente empate a zero na casa do Benfica.Na quarta jornada recepção ao F.C Porto e nova derrota desta vez por 1-4.

Contrariando a lógica de que é preferivel jogar em casa o Barreirense alcança a primeira das duas vitórias que havia de conseguir neste campeonato indo derrotar o Belenenses nas Salésias por 3-2 a 20 de Fevereiro de 1938.Novo jogo em casa nova derrota,1-3 com a Académica de Coimbra.Novo jogo fora e novo resultado positivo,empatando na Tapadinha com o Carcavelinhos a 2 bolas.

Recepção ao Sporting para o 1º jogo da 2ª.volta a 13 de Março e empate 2-2.

Nona jornada,deslocação ao estádio do Lima e derrota com o Académico por 1-4.

A 27 de março o Benfica viu-se e desejou-se para passar no campo do Rossio.passando à tangente,2-1.De novo para o Estádio do Lima no Porto desta vez para a disputa com o F.C.Porto e derrota por 1-3.

Capricho Barreirense contra o Belenenses e a segunda vitória na prova obtida contra o mesmo adversário.Na antepenultima jornada ,2-1 aos azuis da Cruz de Cristo,antecedendo as duas derrotas finais,0-1 em Coimbra e 1-2 no Barreiro  contra o Carcavelinhos.

7º.lugar com apenas duas vitórias e 4 empates deram 8 pontos no final da prova onde sofremos 8 derrotas,marcámos 18 golos e sofremos 34.

15 de Maio de 1938 inicio do V Campeonato de Portugal.Campo do Rossio vitória auspiciosa sobre o Marvilense por 6-2 com empate em Marvila na semana seguinte a 3 bolas e passagem aos quartos de final da prova onde recebemos e empatámos com o Maritimo a um golo,para novo empate desta vez a duas bolas nas Amoreiras em Lisboa e derrota no jogo de desempate  disputado em Lisboa no Estádio em 7 de Junho por 0-3.

O BARREIRENSE EM 1936-37

emblema fut.bar.jpg

 No campeonato de Lisboa,o Barreirense classificou-se em 5º.lugar.Venceu o Belenenses,o Casa Pia e o Carcavelinhos,empatando com o Benfica.Os  piores resultados deram-se com o Sporting no Lumiar,por 0-5 e 0-3 no Campo Grande e no Restelo por igual resultado.

Esta época o Barreirense ficou incluido na série E da II Liga,onde após  5 vitórias com a Académica de Santarém (5-0 e 1-0),Sporting de Tomar (4-2 e 6-2) e Casa Pia por 2-1 e um empate com os Gansos a 2 logo na 1ª.jornada,se classificou em 1º.lugar com 20 golos marcados e 7 sofridos.

Na final disputada com o União de Lisboa,derrota no Estádio a 11 de Abril de 1937 ,por 3-4 e empate em Santo Amaro na semana seguinte a 3 golos.

Finalmente para oi Campeonato de Portugal,em maio de 1937 não passou da 1ª.eliminatória,derrotado nas Amoreiras pelo Benfica por 1-0 empatando uma semana depois no Lumiar a zero.

O BARREIRENSE EM 1935-36

emblema fut.bar.jpg

Em jogo disputado em 6 de Outubro de 1935 no Estádio em Lisboa, ao abrigo da transferência de Pedro Pireza para o Sporting este clube venceu o Barreirense por 3-1 conquistando a Taça Oliveira Duarte.

No Campeonato de Lisboa,o Barreirense participa na divisão de honra (principal divisão)em substituição do Casa Pia.

Classifica-se em 4º.lugar ex-equo com o Carcavelinhos,com 3 vitórias,2 empates e 5 derrotas,18 pontos,marcando 12 golos e sofrendo 26.

É goleado pelo Sporting 0-5 e 1-6 e pelo Benfica 1-6.Empata os dois jogos com O Belenenses a 1 nas Salésias e a 3 no Campo Grande estádio do Barreirense em Lisboa.

Vence o Carcavelinhos no Lumiar  por 1-0 a 20 de Outubro ,perdendo na 2ª.volta na Tapadinha por 1-3.

No Lumiar é derrotado pelo Benfica por 1-2 a 27 de Outubro e vence o União de Lisboa 2-0 na 1ª. volta,repetindo a vitória na ultima jornada por 1-0 em Santo Amaro a  15 de Dezembro.

No jogo de desempate para o 4ª.lugar perde com o Carcavelinhos nas Amoreiras por 1-0 a 26 de Dezembro falhando o acesso à 1ª.liga.

Na II Liga fica inserido na série 7 a qual vence mercê das  5 vitórias com o Lusitano de Évora 5-0 em Évora em 2 de fevereiro de 1936 e 5-3 no Lumiar;Luso de Beja por 5-1 nas Salésias e 3-0 fora de casa;Luso do Barreiro 3-1 no Barreiro e derrota no Lumiar por 0-1 na ultima jornada disputada a 29 de março.

Passagem às eliminatórias,vence o D.Portalegre no Lumiar em 5 de Abril por 4-0,perde 1-5 com o Olhanense em Lisboa a 12 de Abril e nova derrota em Olhão por 0-1 a 19 de abril.

 Para o apuramento para o Campeonato de Portugal é derrotado pelo Casa Pia por 1-3 a 26 de Abril de 1936 nas Salésias terminando assim a época de 1935-36.